Prevenir e tratar varizes

Prevenir e tratar varizes

Dicas para pernas cansadas e saudáveis
20.05.2014

Quem sofre de varizes geralmente é incomodado pelas veias azuladas, geralmente salientes, que aparecem principalmente nas pernas. Essas veias permanentemente aumentadas não são apenas um problema cosmético. Em vez disso, eles também podem levar à insuficiência venosa crônica, flebite e trombose, e a complicação mais perigosa é a embolia pulmonar. Portanto, é importante que as varizes sejam examinadas clinicamente regularmente e aliviar as pernas, usando várias técnicas e aplicações.

Cerca de cada segundo adulto afetado por varizes Cerca da metade de todos os adultos neste país sofre de varizes (varizes), o que significa veias permanentemente aumentadas e irregularmente tortuosas, que ocorrem principalmente nas pernas. Especialmente quando fica mais quente e as roupas, saias e shorts são tirados do armário, muitos sofrem com as veias azuladas, geralmente proeminentes. No entanto, estes não são apenas um problema estético para muitos, eles também são frequentemente de preocupação médica. Se as alterações no tecido subcutâneo persistirem por um longo período de tempo, as veias no estágio avançado podem levar a uma perna "aberta", isto é, úlceras na perna e tornozelo (úlceras na perna). Se uma veia da pele aumentada fica inflamada, um coágulo sanguíneo geralmente se forma na área correspondente, o que leva à oclusão vascular (varicoflebite). Isso não é apenas acompanhado por dor intensa, mas também representa um enorme risco à saúde: se um coágulo ou parte dele entrar na circulação pulmonar, existe o risco de oclusão vascular com risco de vida (embolia pulmonar).

Principal causa: fraqueza congênita do tecido conjuntivo e falta de exercício físico Mas como se desenvolvem as varizes? Existem várias causas para isso, mas elas funcionam juntas na maioria dos casos. O principal motivo é uma fraqueza congênita do tecido conjuntivo, que em alguns casos mostra as primeiras varizes mesmo em tenra idade e também afeta principalmente mais pessoas dentro de uma família. A falta de exercício também é um gatilho importante, assim como as atividades em pé ou sentado, porque levam ao relaxamento da bomba muscular da panturrilha e as veias na cavidade dos joelhos são dobradas ao sentar, o que também impede o fluxo sanguíneo. Como os hormônios sexuais femininos (estrógenos) causam relaxamento do tecido conjuntivo, as mulheres são mais afetadas pelas varizes do que os homens. Consequentemente, especialmente na gravidez, as veias conspícuas se desenvolvem em muitas mulheres - mas em muitos casos elas recuam posteriormente. Existem também outros fatores de risco que contribuem para o desenvolvimento de varizes, como obesidade, restrição de roupas, tabagismo e idade.

Como precaução, consulte um especialista venoso se suas pernas estiverem cansadas e doloridas
Os primeiros sintomas das varizes são pernas pesadas, doloridas, inchadas e cansadas - especialmente depois de ficar em pé ou sentado por um longo tempo. Também acontece que as mulheres experimentam sintomas particularmente graves logo antes da menstruação. Na maioria dos casos, elevar ou resfriar alivia os sintomas, mas aumenta à noite e com clima quente. Para evitar riscos à saúde, um especialista em doenças venosas (flebologista) deve ser consultado ao primeiro sinal - porque ele pode diagnosticar rapidamente se geralmente são "veias da aranha" inofensivas ou varizes que vale a pena tratar. Se o médico detectar veias de aranha, ou seja, veias minúsculas dilatadas que percorrem a pele e são visíveis do lado de fora, elas não precisam ser removidas do ponto de vista médico. Se eles forem perturbadores, existem vários métodos que podem ser usados ​​para remover as veias da aranha, como obliteração (escleroterapia) ou terapia com laser.

Extrato de castanha da Índia e arnica para o tratamento de varizes Se houver doença de varizes, existem várias opções de tratamento - a terapia de escolha é adaptada individualmente ao tipo de doença de varizes, estágio da doença, doenças associadas e necessidades do paciente. Por exemplo, medicamentos sob a forma de sprays, pomadas ou cápsulas podem ser usados, incluindo extratos de castanha da Índia, arnica e vassoura de açougueiro. Usar meias de compressão também pode aliviar significativamente os sintomas. A compressão suporta o trabalho das bombas musculares e das válvulas venosas, o que, entre outras coisas, impede que o sangue volte ao sistema venoso superficial. Além disso, as aplicações Kneipp, como chuveiros alternados ou peças vazadas a frio, são um treinamento muito bom para as veias: enquanto os vasos se alargam em água quente, eles se contraem em água fria e são apertados. Além disso, para melhorar a circulação sanguínea, é preciso ter o cuidado de ser o mais ativo possível e de andar descalço, a ginástica venosa especial também pode ajudar a aliviar os sintomas. No entanto, se as veias tiverem que ser removidas por motivos de saúde, a cirurgia é o método de escolha em que a veia alterada é removida ou impedida. Na maioria dos casos, isso é feito ambulatorialmente por "decapagem" ou "decapagem parcial", na qual a veia doente é retirada, no todo ou em parte, com o objetivo de manter a função das veias remanescentes. (Não)

Informação do autor e fonte


Vídeo: Como Prevenir e Tratar as Varizes? - Revista da Cidade 23112016