Mais e mais cesarianas

Mais e mais cesarianas

Um terço das crianças nascem por cesariana
A tendência para o parto por cesariana continua, de acordo com o Techniker Krankenkasse (TK). Segundo o plano de saúde, no ano passado "cada terceiro filho nasceu por cesariana". A cada dois minutos e meio na Alemanha, uma criança nasceu por cesariana. O nascimento natural não é mais uma questão de curso, mesmo no caso de gestações sem complicações, embora ofereça vantagens claras para mãe e filho.

Quase 30.000 partos de cesariana foram realizados apenas entre os segurados do Techniker Krankenkasse no ano passado. Um terço dos bebês nasceu com a ajuda de um bisturi, embora, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), apenas 15% das cesarianas possam ser consideradas intervenções clinicamente necessárias. O medo do primeiro nascimento é frequentemente o motivo da decisão de fazer uma cesariana. O TK, portanto, resumiu todas as informações sobre o assunto em um folheto, cujo objetivo é apoiar as gestantes a "se prepararem física e mentalmente para esse importante evento e prepará-las".

Reduzir medos infundados de um nascimento natural
Monica Burkhardt, especialista em telecomunicações em gravidez e parto, explica que "o parto é o clímax importante da gravidez", mas muitas mulheres, especialmente quando nascem pela primeira vez, não conseguem imaginar o que acontecerá com elas. Isso às vezes é assustador e a brochura deve ajudar a reduzir medos infundados. Segundo o TK, a brochura oferece "uma comparação neutra entre diferentes métodos de parto e seus riscos". Dessa forma, as mães também podem descobrir quando uma cesariana é realmente o método de escolha. fp)

Informação do autor e fonte


Vídeo: Mulheres - Mitos e Verdades: Cesariana X Parto Normal 060215